Páginas

sábado, 7 de agosto de 2010

ASSEMBLEIA DE DEUS NA PARAÍBA

O INÍCIO DA ASSEMBLÉIA DE DEUS NA PARAÍBA



Embora não seja possível determinar o dia exato em que os primeiros missionários pentecostais chegaram a terras paraibanas, sabe-se que em 1918 iniciaram os primeiros cultos evangélicos de natureza pentecostal da Paraíba, em Alagoa Grande, no distrito de Vertente, interior do estado. Em 1920 Francisco Félix e sua esposa, vindos do estado do Pará, iniciaram os cultos pentecostais na capital do estado, então chamada de Parahyba, e a partir dessa data, começaram a surgir em vários lugares conversões a essa nova denominação. Em 1921, junta-se a Felix, Antônio Fialho de Almeida. Entre os primeiros convertidos destacou-se João Pereira que foi o primeiro presbítero ordenado pelas Assembléias de Deus na capital.

Nos primeiros meses de 1920 o jornal Boa Semente (primeiro jornal de cunho pentecostal a ser publicado em terras brasileiras, atual Mensageiro da Paz) publicou a seguinte notícia de Guarabira (interior do estado), assinada por Vitalino Bezerra:

Quero dar algumas notícias do trabalho aqui. Temos novos lugares de culto onde, com liberdade, podemos falar do evangelho. Os lugares são distantes uns dos outros. Há distância entre alguns de até seis léguas. Várias pessoas têm aceitado a mensagem de salvação, e muitas se mostram desejosas de aceitar a Cristo. Estive em um lugar onde pude testificar a Cristo para umas 50 pessoas. O dono da casa, que é pessoa de certa influência no lugar, creu e jogou fora os seus ídolos. As demais pessoas se mostraram interessadas.

No mesmo jornal havia um testemunho de Galdino do Nascimento, da cidade de Alagoa Grande: “Amados irmãos em Cristo Jesus, nós aqui ficamos alegres no Senhor. Ele a cada dia nos está abençoando mais e mais. Ultimamente, foram batizadas em água quatro pessoas, as quais Jesus batizou com o Espírito Santo em seguida. Glória a Jesus”!

Até o ano de 1923, os cultos foram realizados em casas particulares em vários lugares da cidade. Porém, nesse mesmo ano, chegou o missionário sueco Simom Sjogren, que, ao encontrar a igreja florescendo, sugeriu a oficialização da fundação da Assembléia de Deus em Paraíba do Norte. No dia 7 de maio de 1923, à rua Vasco da Gama, no Bairro de Jaguaribe, realizou-se o primeiro culto que deu origem ao trabalho oficial das Assembléias de Deus na Capital do Estado da Paraíba. Em outubro do mesmo ano, Sjogrem escreveu o seguinte: “Durante os meses já decorridos (de janeiro a outubro), foram recebidos em comunhão com a igreja, através do batismo, 47 novos crentes. Têm vindo também alguns irmãos batistas por crerem que Jesus batiza com o Espírito Santo e com fogo”.


No final de 1923, Sjogren deixou o pastorado da igreja, e o missionário Joel Carlson, pastor da Assembléia de Deus no Recife, veio à Parahyba para realizar o batismo de outros novos convertidos. Com a saída de Sjogren, a direção da igreja ficou com Pedro Trajano, que até onde se tem notícia, foi o primeiro líder nativo da Assembléia de Deus na Paraíba. Isto é, cinco anos depois do início do trabalho no Estado, um pastor paraibano já dirige a igreja. Em 24 de julho de 1924 chega a Paraíba o Pr. Cícero Canuto de Lima que assume a responsabilidade do trabalho, e em cujo pastorado o então maior templo evangélico do Estado foi construído à Av. Primeiro de Maio, sendo inaugurado em 1929.

Pr. Cícero Canuto de Lima pastoreou a igreja por 15 anos, sendo substituído pelo Pr. João Batista da Silva, que pastoreou-a até 1950, quando foi substituído pelo Pr. Antônio Petronilo dos Santos. Segundo informações de irmãos que conviveram com Pr. Petronilo, esse foi um período de grande avivamento para a igreja no estado com inúmeros batismos no Espírito Santo e grande colheita de almas. Em 1935 a AD na capital do estado sediou a quarta Convenção Nacional da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB). No ano de 1962 Pr. Antônio Petronilo dos Santos presidiu a CGADB. Após 22 anos, Pr. Petronilo foi substituído pelo Pr. Antônio Fernandes das Chagas, em cujo pastorado a igreja colheu os maiores frutos das sementes já plantadas. Pr. Antônio Fernandes das Chagas foi pastor da igreja por 27 anos, e na sua gestão foi enviado o primeiro missionário das Assembléias de Deus na Paraíba para um campo transcultural. O Pr. Hélio de Albuquerque foi trabalhar na Bolívia em 1980. Foi no período de sua gestão que se organizou formalmente a Secretaria de Missões das Assembléias de Deus na Paraíba (SEMAD-PB), o órgão que diz respeito a missões transculturais.

Pr. Antônio Fernandes das Chagas foi substituído em 1999 pelo Pr. Cícero Raimundo Lins, que em 2000 fundou a Convenção de Ministros das Assembléias de Deus na Paraíba (COMADEP), e passou a direção da igreja para o Pr. Antônio Ferreira da Lima, que por sua vez, foi substituído em 2001 pelo Pr. José Carlos de Lima, atual pastor presidente da igreja na capital e no Estado da Paraíba.

É na gestão do Pr. José Carlos de Lima que a Assembléia de Deus na Paraíba tem tido um maior crescimento na área de missões transculturais. No ano de 2006, a igreja está presente em 100% dos municípios paraibanos, um dado significativo se levarmos em consideração que essa igreja só chegou à capital do estado em 1920. Hoje, segundo dados fornecidos pela COMADEP, possuímos em torno de 1.500 templos no estado, e entre membros e congregados, há aproximadamente 100 mil crentes assembleianos ligados a Assembléia de Deus, sediada na cidade de João Pessoa. A expansão pelo interior do estado deve ser considerado trabalho missionário, embora não seja transcultural.

Em missões transculturais, a igreja já esteve presente em países da África, e América Latina (Moçambique, Equador e Venezuela). Hoje ela tem missionários na África, Guiné Bissau. Na região ribeirinha do Rio Mamoré na Bolívia, assim como em La Paz, e uma Base Missionária em Cochabamba. Possuímos trabalhos no Peru, Paraguai e um projeto de tradução da Bíblia na língua da tribo Guajá, no estado do Maranhão.

Pr. José Carlos de Lima é responsável por conduzir a Assembléia de Deus na Paraíba, segundo a vontade de Deus, para ser uma igreja relevante no contexto atual, contudo sem perder ou esquecer as suas origens. A Igreja possui vários departamentos, como por exemplo: Escola Bíblia Dominical, Jovens e Adolescentes, Infantil, Missões, Círculo de Oração, Social, Músicos e Corais, Encontro de Jovens e Casais, assim como o recém criado Departamento da Terceira Idade. Todos contribuem para a glória de Deus, para a edificação da Igreja e para a salvação dos perdidos.

A Igreja Assembléia de Deus na Paraíba é uma igreja do Movimento Pentecostal, uma Igreja alicerçada na Palavra de Deus, que vive no mover do Espírito Santo para anunciar a Glória de Deus em toda a terra.

Comissão Organizadora dos 90 anos da AD na Paraíba

Nenhum comentário :

Postar um comentário

CPAD FM - 96,1

ATENÇÃO

A reprodução deste conteúdo somente é permitida desde que seja dado o crédito ao Blog "AD Piancó", informando o endereço www.adpianco.blogspot.com

O Blog "AD Piancó" retém os direitos autorais de textos e fotos de sua autoria nele publicados conforme a Lei 9.610/1998.